12 months, 12 moments

28 de dezembro de 2018


Olá a todos! Para terminar o ano em grande, nada melhor do que olhar para trás e recordar todos os momentos e aventuras vividas nestes 12 meses. Dos meus 24 anos de vida, posso-vos dizer que este foi o ano de maiores mudanças, conquistas pessoais e concretizações de sonhos que alguma vez tive. Não quer dizer que o ano tenha sido sempre bom. Caí várias vezes, se calhar algumas delas ainda escavei um bocado mais fundo, mas ergui-me sempre e continuei a andar. E é isto que ao fim do dia me faz feliz - saber que nunca desisti. Partilho então com vocês 12 momentos importantes que definiram 2018 para mim, em formato Instagram-like.


1. Bem-vinda a Neonatologia

            

Dizem que o inicio do ano define o resto do ano... e tenho que concordar. O meu ano começou logo com um grande desafio. Durante 6 meses trabalhei em pediatria mas, no ínicio do ano, fui transferida para o serviço de Neonatologia. Tenho que admitir, foi um Desafio, mesmo com D grande. Por muito que goste do que faço, há áreas que não são para todos, e fui descobrindo isso ao longo dos árduos meses que trabalhei com recém-nascidos, com pequenos guerreiros a lutarem pela própria vida que ainda não tiveram tempo de experenciar. Por isso digo-vos, foi um momento de grandes aprendizagens, profissionais e pessoais, mas no fim do dia sabia que ali não era o meu lugar,


2. Bookaholic

            

Recomecei a ler. Depois de quase um ano sem conseguir pegar num livro decidi investir novamente neste passatempo, e valeu muito a pena. Descobri novos géneros que agora adoro, apercebi-me que Dystopian Novels já não são para mim, e decidi que deveria partilhar com todos vocês o que ando a ler também. Estes são alguns dos livros que fui lendo durante 2018, mas espero conseguir superar-me em 2019.


3. Pós-Graduação

            

Depois de muito esforço, lágrimas e dias sem dormir - consegui! Sou oficialmente uma enfermeira pós-graduada em Urgência e Cuidados Intensivos. Foi uma correria entre dias de trabalho, dias de estágio e aulas, mas já está. Ufa! Mal saberia eu o que me esperava durante o resto do ano. 


4. Dream Job 

           

Quando tirei a pós-graduação em Urgência esperei usá-la um dia. Daqui a uns anos, quem sabe? Nunca esperei estar a trabalhar no meu local de sonho aos 24 anos. Sempre adorei urgência - talvez porque a Anatomia de Grey e o ER me apresentaram um mundo fantasiado do que poderia ser. Mas sinto-me finalmente em casa. Gosto do que faço e com quem trabalho. É um trabalho de muitas conquistas, de muitas aprendizagens, mas também rodeado de muita perda. Mas a vida é mesmo assim, e sinto-me honrada de poder estar lá para quem mais precisa. Se às vezes estou a trabalhar, olho à minha volta e só me apetece desesperar por falta de tempo e recursos, chego a casa com um sorriso na cara. É assim que sabes que estás na tua antecipada morada - quando mesmo cansada mal podes esperar por lá voltar.


5. Sisters before Misters

          

2018 foi o ano em que me apercebi de tudo o que tenho andado a perder. Tenho um grupo de amigas desde os tempos de faculdade. Inseparáveis. Fantásticas. Mas durante todos estes anos nunca tinha criado um espaço verdadeiramente delas na minha vida. E mudei tudo isso. Elas são das pessoas mais importantes na minha vida e, por isso, têm direito a todo o meu tempo, investimento e amor. Porque elas merecem. Porque elas sempre estiveram lá para mim. Foi graças a elas que todos os baixos deste ano foram superados com um sorriso na cara e uma gargalhada na barriga. 


6. New hair, new me

O meu período de ausência no blogue não foi por acaso. Namorei com um rapaz durante 6 anos. Durante 6 anos partilhei a minha vida ao lado dele - a minha entrada para a faculdade, o meu primeiro trabalho, as minhas lutas, os meus desgostos. Mudei muito. Cresci, mas também me diminuí. Desisti de sonhos, de ambições. Tornei-me pequena no que queria, por ele, por nós. O nosso namoro terminou e eu fiquei devastada. Por tudo o que achava que tinha perdido. Por tudo o que achava que nunca voltaria a ter de volta. Mas apercebi-me de tudo o que tinha escolhido ignorar e fechar a sete chaves durante estes anos. Apercebi-me que quero e vou conhecer o mundo, porque ninguem me pode parar por ter medo. Aprendi que eu estou primeiro, que os meus sonhos são possíveis de alcançar, que não tenho de cortar as minhas asas por pessoas que se preferem pregar ao chão. Cresci novamente, e mudei. Acho que mudei para melhor.


7. Casamento da Bé

            

Alguém falou em amigas e grandes mudanças? Sim! Uma de nós casou. Foi a primeira, a minha querida Patrícia. Vimos o amor deles crescer a cada segundo. Suspiramos porque queriamos algo igual. E aconteceu. Eles casaram e foi mágico. Participei no pedido de casamento e no próprio dia. Foram muitas horas de ensaios mas tudo valeu a pena, porque pessoas como ela valem a pena. Para além disso fui também dama-de-honor pela primeira vez e digo-vos...é tudo muito bonito mas muito trabalhoso. Para o ano teremos mais um casamento no grupo e mal posso esperar. 


8. Love always finds a way

            
 
Não sei bem o que escrever aqui, porque não há palavras suficientes que possa usar. Poderia fazer uma publicação inteira sobre o que senti e sinto enquanto escrevo sobre ele. É a vida a pregar partidas. É a vida a ensinar-me novamente que quando menos espero coisas boas acontecem. E não foi apenas uma coisa boa...foi a melhor prenda da minha vida que me bateu à porta. Quando estás habituada a algo que chamas amor porque não conheces outra coisa, não esperas que exista algo melhor. Mas há. Ele ensinou-me, ao longo destes 6 meses, o que é verdadeiramente amar e ser amada. Por quem sou, por quem quero ser. Ele aceita as minha opiniões e visões sobre a vida, mesmo por vezes sendo diferentes das dele. Ele sonha comigo. Sim, porque temos os mesmos sonhos. Queremos sair de Portugal. Queremos conhecer o mundo. Queremos ser pessoas de sucesso nas nossas carreiras. Queremos construir uma vida, uma familia, uma casa juntos. É tão bom quando encontamos uma pessoa assim. 


9. De volta ao blog

E se ainda não deram por isso...voltei! Voltei para ficar. Mudei a imagem do blogue, criei um domínio próprio. Cnstruí novas rúbricas e expandi sobre os temas que vos quero trazer. Ainda há muito a fazer mas agradeço a todos vocês, aqueles que estão comigo desde há 3 anos, ou aqueles que se juntaram há segundos atrás. Obrigada por todo o carinho, por todas as opiniões. Um grande obrigada do fundo do meu coração!


10. Lucky

            

Foi mais uma perda deste ano. Como vos disse - 2018 foi um ano de altos e baixos. Este foi um dos grandes baixo. O meu primeiro gato, o Lucky, de 15 anos, faleceu a 21 de Setembro. Tudo começou com um alto no dorso. Um alto que parecia inocente. A partir daí tudo mudou. Ponderou-se quimioterapia, mas já não havia muito a fazer. O Lucky partiu e uma parte de mim foi com ele. Ficam muitas saudades, mas muitos bons momentos para recordar. Desde o dia em que ele quase me furou um olho com as garras, aos últimos momentos em que nos aninhavamos no sofá a dormir depois de ter saído de noite. Ele nunca será esquecido por ninguém que o conheceu porque ele era assim - fantástico. Até um dia Lucky Diesel.


11. Harry

            

Apesar de nunca preencher o vazio que o Lucky deixou, decidimos adoptar um gato novo. Um bebé. Um grande reguila. Já vos apresentei o Harry aqui no blogue. Novidades: nenhumas. Continua um furacão. Não para quieto. Optamos por não pôr bolas de Natal na árvore para ele não a destruir, mas mesmo assim todos os dias lá o encontro no meio dos ramos. Decidimos colocar uma rede à frente do presépio, mas a rede não vai durar muito mais tempo. É o Harry Potter, trouble always seems to find him. Mas é ele que vai à procura. Trouxe uma nova vida a esta casa, e não imaginava a minha vida sem ele.


12. Londres

            

E como era de esperar, um dos grandes momentos do ano foi ter visitado Londres. Um grande sonho finalmente alcançado. Uma cidade mágica, cheia de luz, de vida. Fui com quem não tinha planeado ir, mas com quem deveria vir comigo. E estou muito grata por o ter feito porque, neste momento, não me imagino a ir com mais ninguém.


Gostaram? Que momentos é que recordam deste ano que está mesmo a terminar?

2019, I'm ready!

16 comentários

  1. Recordo muitos momentos, os melhores e os piores. Espero que 2019 só traga coisas boas e momentos ainda melhores! Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Que giro, estamos em sintonia! Esta semana também partilhei 12 meses, 12 momentos :D
    Adoro este género de publicações, acho que nos aproxima de quem está do outro lado. Foi um ano com muitos detalhes significantes, espero que 2019 te traga muitos mais

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também reparei, ahah. É um cliché, mas é sempre bom recordar :)

      Eliminar
  3. Adorei o post. Que amoroso! Que 2019 te traga muito mais coisas boas!

    Beijinho

    www.keke.pt

    ResponderEliminar
  4. Que post mais bonito e cheio de boas vibrações! Sinto muito pelo seu gatinho Lucky, deve doer muito perder um animalzinho. Mas fico muito feliz pelo Harry, que agora tem um lar. Também voltei com o meu hábito de leitura esse ano e foi uma das melhores coisas que decidi fazer, ainda me pergunto como que eu consegui passar tanto tempo sem ler muito hahah e quantas realizações! Parabéns, viu? Que venham mais em 2019 <3

    Um beijão,
    GABS | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderEliminar
  5. Aproveito para desejar um excelente ano de 2019!


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  6. Bem, que ano! Parece ter sido de imenso crescimento para ti, fico feliz de ver que alcançaste tantos sonhos e que estás no caminho para algo cada vez melhor. Que 2019 continue assim 😊

    ResponderEliminar
  7. Adorei esta publicação e a partilha destes momentos :)
    Espero que 2019 traga mais conquistas :D

    Beijinhos grandes ^^
    O blog da Mó | Instagram | Facebook

    ResponderEliminar

I love reading your opinions so feel free to leave a comment! ♥

Latest Instagrams

© 3200 Degrees. Design by FCD.